NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS

Últimas notícias Lançamentos Avaliações Dicas Notícias Motos Salão de Automóvel Tuning e Turbo Carros Clássicos Significado Marcas

< voltar
 
23/11/2015
Veículo elétrico Renault ZOE participa de testes
Renault realizou testes de recarga inteligente com a empresa The Mobility House (TMH), na Alemanha.
 
   
 
+ veja mais fotos

Se já é bom recarregar o carro elétrico mais rápido, é ainda melhor recarregá-lo a um custo menor. Em vista disso, a Renault Alemanha se associou à empresa The Mobility House, presente em Zurique e Munique. Especializada em mobilidade elétrica, a empresa comercializa principalmente terminais de recarga inteligente e soluções de armazenagem de energia.

A Mobility House desenvolveu um software que permite reduzir o tempo de recarga em uma hora, ao mesmo tempo em que diminui bastante o custo da recarga para o cliente.

Para realizar esta operação, onze colaboradores da Renault que possuem um modelo elétrico ZOE foram escolhidos para testar em condições reais o sistema desenvolvido pela The Mobility House.

Como funciona? Assim que é conectado a um terminal de recarga específico, instalado na residência dos colaboradores que participaram do teste, o ZOE comunica sua necessidade de eletricidade à empresa TMH, através de um Centro de Dados Global da Renault. Desta forma, a empresa programa a recarga da bateria do veículo conforme o custo da energia elétrica. Tendo em vista que quanto maior a demanda, mais caro é o custo da energia, o monitoramento feito pelo sistema permite que o carro não seja recarregado durante os picos de consumo. Assim que a necessidade global de energia diminui, o preço da energia cai e o carro pode ser recarregado por um custo menor e mais rapidamente, até completar a carga da bateria.

Esta tecnologia permite que os proprietários de carros elétricos otimizem suas despesas com energia elétrica, sem uma ação direta dos usuários.

Esta é apenas a primeira etapa no desenvolvimento das redes elétricas inteligentes, chamadas também de Smart Grids. A Renault e a TMH também estão trabalhando em outras soluções para reduzir o custo da recarga, oferecendo uma oportunidade aos proprietários de veículos elétricos de ganhar dinheiro, através da produção de eletricidade para abastecer a rede elétrica.

VEÍCULO ELÉTRICO É SOLUÇÃO PARA O CLIMA
Graças à evolução da matriz energética da maioria dos países do mundo, a pegada de carbono do usuário de um veículo elétrico tende a diminuir bastante com o tempo. Em escala mundial, 56% das novas instalações de produção de eletricidade utilizam energias renováveis. Na Europa, este índice é de 72%.

Grupo pioneiro na venda de veículos 100% elétricos acessíveis ao maior número de pessoas, a Renault se posiciona como a única montadora a oferecer uma gama completa para esta solução de mobilidade. O Grupo Renault acredita que o veículo elétrico é uma solução eficaz na luta contra o aquecimento climático, já que ele funciona sem a combustão de energias fósseis e não emite CO2 durante a utilização . Assim, o ZOE emite 0 g/km de CO2, enquanto que um veículo de tamanho equivalente, térmico ou híbrido, emite pelo menos 84 g/km de CO2.

O ZOE tem uma autonomia de 210 km (motor Q210) ou de 240 km (Q240) em ciclo homologado, o que equivale a entre 100 e 170 km de autonomia real.

A Aliança Renault-Nissan é parceira oficial da COP21, a 21ª Conferência das Partes das Nações Unidas para Mudanças Climáticas. Uma frota de 200 veículos elétricos da Aliança, sendo 100 deles modelo Renault ZOE, fará o transporte dos delegados no Parque de Exposições Paris - Le Bourget, de 30 de novembro a 11 de dezembro de 2015.

 

 

 

 

 

 

 

 
   
 
   
 
   

 
 

Notícias por marca
Alfa Romeo Audi BMW Bugatti Chana
Chevrolet - GM Chrysler Citroën Dodge Ferrari
Fiat Ford Honda Hyundai Jaguar
Jeep Kia Motors Lamborghini Land Rover Lexus
Lotus Mahindra Maserati Mazda Mercedes-Benz
Mini Mitsubishi Nissan Opel Peugeot
Porsche Renault Seat Subaru Suzuki
SsangYong Toyota Troller Volkswagen Volvo



Enquete
Você tem medo de comprar carro importado?

Sim, por causa do custo de manutenção
Não, trocaria sim meu nacional por um importado
Sim, porque chamam a atenção dos bandidos
Não, já tive outros importados e fiquei satisfeito


Veja o resultado

 

Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba notícias.